.01
SAMMLIZ
Engolindo a própria cauda, explodindo em novas cabeças
Infinitas vezes dentro.Fora de si
Pro tudo nada
Venenos da vida que nos mata e cura
Ferocidade de vida que nos habita

Essa que vamos sempre de novo

Até de novo o nada
Dessa pele que não cabe mais e que se expande no rastro do tempo
Vou cabelos de mar ao vento
Luas neons
Selvagem coração pra sempre
Com o adeus sempre nos olhos
E o céu entre os dentes
Eu danço para não morrer
Entre negras mambas
Luz e sombra.Ressurreição
Beijam-me

Enroscam-se em minha espinha dorsal

E dançam comigo
Agora de novo

E além

Mamba, meu primeiro disco, foi forjado no mar e dentro de um coração ardendo.
É uma produção minha, Leo Chermont e João Lemos, com direção artística de Carlos Eduardo Miranda. Foi produzido e gravado entre Salinas(PA),Belém(PA) e São Paulo(SP), no período de  2015/2017. Mixado por Rodrigo Sanches e masterizado por Randy Merrill.
"Logo na homônima faixa de abertura, Sammliz mergulha em um oceano de temas psicodélicos, empoeirados e nostálgicos, detalhando de forma metafórica a transformação do próprio corpo em diferentes elementos da natureza e formas animalescas. Um verdadeiro delírio poético, estímulo para todo o catálogo de composições que surgem logo em sequência.
Fruto da colaboração entre a cantora e os músicos Leo Chermont (Strobo) e João Lemos (Molho Negro), o álbum que ainda conta com direção artista do produtor Carlos Eduardo Miranda parece capaz de prender a audição do público logo na primeira audição.
Da abertura ao fechamento do disco, uma delicada coleção de guitarras, batidas limpas e doses controladas de efeitos, elementos que funcionam como um precioso alicerce para a voz forte da cantora.
Como uma serpente que desliza pela areia seca do deserto, hipnótica, Mamba encanta pela completa incerteza dos movimentos, vozes e arranjos, como se o ouvinte fosse convidado a explorar de forma atenta cada uma das canções que preenchem do disco." - Cleber Facchi/ Miojo Indie
 
"Quem viu na década passada a banda paraense de rock pesado Madame Saatan, que passou alguns anos em São Paulo, deve se lembrar da vocalista Sammliz. Ela surpreendia pela voz poderosa, e o grupo não tinha nada de regionalismos que temperam a cena musical de Belém. Apenas rock, bem tocado. Agora, “Mamba”, o disco solo da cantora, é ainda mais rock e mais bem tocado (e cantado). Mamba vem para provar que a cena paraense é mais misturada do que parecia. E que Sammliz é um nome que merece muita atenção" - Thales de Menezes

.02

MÚSICAS

MAMBA

Adeus com os olhos no céu pra não ver os raios em mim 2x Voce rasteja pelo tempo traz o peito queimando Deslizando pra não ver mais Meus olhos fechando os seus Eu danço para não morrer Adeus, o sol para ver Brilhando perto do fim Eu troco a pele bem no fundo Adeus com os olhos nos seus pra não ver os raios em mim Você espera pelo tempo Mas o tempo tem outro Deslizando em alguém mais E os olhos beijando os meus Eu danço para não morrer, mamba Adeus, o sol para ver Brilhando perto do fim Eu troco a pele em seu profundo amor | Ohh….3x Negra linda luz que tem entra em minha boca invoca e dança em meus lençóis e vem Mamba você sabe os olhos que tem.

MAGNÓLIA

A luz derrama A deusa vence O tempo cravando Mãos garganta adentro As luas tantas Trovões de dentro O vento esmaga ondas Até ninguém mais aqui | Magnólia é você O quanto amou e morreu Com magnólias em você

QUANDO CHEGAR O AMANHÃ

Me olhas E o brilho dos teus olhos me ilumina toda Me falas E perguntas bem baixinho se te quero um pouco Me abraças E tuas palavras são Quando o amanhã chegar vou te esperar sorrindo Pra te dizer feliz que te desejo tanto Amanhã quero te dar amor Igual a uma rosa quando forte brilha O sol E eu te direi quase à meia voz Que o tempo nessa noite que é só nossa não demora a passar Apaga essa luz que eu tenho tanto amor pra te dar Despertas E o teu riso é como o dia iluminando tudo Me beijas E a ternura de tuas mãos me acaricia toda Perguntas E eu te respondo então Quando amanhã chegar vou te esperar sorrindo Pra te dizer feliz que te desejo tanto Amanhã quero te dar amor Igual a uma rosa quando forte brilha, O sol REFRÃO 2X

AURORA

Olha pra mim virando aurora no mal tempo hoje São bons tempos hoje, tão longe e dentro E hoje eu me lembro Olha pra mim andando na rua e vão malditos amores Vão pra sempre em outros ,tão longe deles E hoje eu esqueço | São bons tempos… Ahhh 4x | Olha pra mim brilhando agora em outra vida que é hoje Outra ida de novo, tão pouco tempo E hoje eu me lembro São bons tempos, Tão longe dentro São bons tempos… ahh 4x REFRÃO X

ANO NOVO

Não há lugar em nós aqui, lentamente Então silencio das ondas em mim hoje eu danço Foi em vastos venenos e quis Porque me implora? O meu silêncio que jorra em ti e ninguém mais ah…Eu vou embora da hora mais escura vendo a cor que se forma ao redor dos teus olhos Eu vou embora Da hora mais escura deixo o mar que se forma ao redor dos teus olhos Não há final de nós em mim, lentamente esquecimento de horas a fio, hoje eu danço Foi em rastros de sol que nem viu Porque me chama? O meu silencio que esmaga em ti e ninguém mais REFRÃO X

OYA

Vem do mar vem silenciar o tempo Vem do não lugar , um outro vem , um outro vento E desde ontem levando 100  trovões iguais em mim Enquanto eu estou aqui Deite mais Vem me descansar no tempo Deite em meu lugar, um outro vem, um outro vento E desde ontem queimando E desde ontem queimando 100 trovões iguais em mim Enquanto eu estou aqui Oyá

FUCKING LOVERS

Ninguém verá o outro seguir Derramado inteiro em outros átomos Alguém verá a noite partir Procurando Deus em outras carnes Mas eu terei a sorte do fim 2X olhando a morte de uma estrela Nos olhos dela 2X | Você verá um outro em mim Nas fendas daquelas 7 saias girando Alguém verá amor ferir Rasgando você nesses clarões de raios Mas eu terei  a sorte do fim  Olhando a morte de uma estrela Nos olhos dela Por dentro há nós morrendo em quantos?

LUPITA

Não me acorde que eu não vejo a divindade, amor Não me deixe só Só me deixe ver a luz da fina flor, Xangô Não me deixe só Aço e tanino na boca a faca no diabo é o amor Abrace os meus lados e costure na sua carne E vamos em silêncio Flutuando sobre lobos, sim respirando o sal do mar Vou dormir lá fora entre um estranho novo E um  sorriso antigo seu | Não me abata antes eu não me arrependa, Senhor Não me deixe mais Só aponte pro meu peito a sua bala amor Não me deixe mais Raios e faíscas na lança o osso que me prende é você Amarre os meus santos e suspire na minha boca E vamos em silencio | Flutuando sobre lobos, sim respirando o sal do mar Vou dormir lá fora entre um estranho novo E um  sorriso antigo seu | Aço e tanino na boca Abrace os meus lados e suspire na sua carne E vamos em silêncio Raios e faíscas na lança | Flutuando sobre lobos, sim respirando o sal do mar Vou dormir lá fora entre um estranho novo E um  sorriso antigo seu.

MEU BEM

Meu bem você me viu passar de negro 2x Me deu um gole do seu copo cheio Bebi o sangue do seu coração Meu bem você me viu passar no espelho Meu bem você não me viu chorar não Dance comigo nessa luz ligeira Dance comigo nesse céu no chão | Meu bem Você não sabe o que eu tenho dentro do meu peito 4 X | Meu bem… Meu bem 4x…

FACA

Teu som de faca, eu som de sede Atrás de um sol morrendo no mesmo deserto Céu que não se move,em nós que ondulamos no rio Cobrindo os teus olhos ferindo-me de estrelas AH…  É noite enquanto vemos longe 2x Meu som de asas, teu som de dedos Abrindo o abismo no peito engole a luz que dança em mim Negras asas,minhas  pernas são águas abrindo E teus olhos inundam-me de estrelas AH…É  noite enquanto vemos longe 4X Teu som de nada Meus sons que queimam Então respira em mim,com os olhos escuros no céu que encontra AH…É noite enquanto vemos longe 2X

.03

ONDE OUVIR

“É um disco forte, escuro e sexy, onde o que se destaca é a força da figura feminina, com suas inquietações, paixões e recados diretos, colocando o rock como principal combustível, na estreia solo de uma cantora que já traz o gênero em sua essência” – Marcelo Damaso

.04

AGENDA

04/11
BELÉM/PA

 
Festival Se Rasgum

Hangar Centro de Convenções – Av. Dr. Freitas, S/N.

Horário do show: 21:30

Mais datas no link:

.05

FOTOS

.06

CONTATO

FACEBOOK     INSTAGRAM    TWITTER

Gerente de Negócios Bernie Walbenny
11 964 94 0800 / shows@doutromundo.com.br

Site Responsivo | Criação de site por – 3WMD Web+Marketing+Design  | © Todos os direitos reservados.